Google+

Bem Vindo!

Livro de Ordem Nova Caderneta Diária de Ocorrência em Obras AUTOCOPIATIVO 16 x 3 vias

Disponibilidade: Em estoque

R$30,00
OU

Descrição Rápida

Descrição Rápida



Livro de Ordem Nova Caderneta Diária de Ocorrência em Obras é padronizado e atende a legislação vigente.


Modelo aprovado CREA-SP


- Formato: Oficio 21,5 x 31,5 cm


- Papel Auto Copiativo


- Folhas Numeradas


- 1ª via - Fiscalização Crea-SP


- 2ª via - Responsável Técnico


- 3ª via - Proprietário



 



Art. 8º A falta do Livro de Ordem no local da obra ou serviço, bem como dos respectivos registros e providências estabelecidas nesta resolução, ensejará apuração de infração à alínea “c” do art. 6º da Lei nº 5194, de 24 de dezembro de 1966, e ao art. 9º do código de ética do profissional da Engenharia, Arquitetura, Agronomia, Geologia, Geografia e Meteorologia, disposto no anexo da Resolução 1002, 26 de novembro de 2002, do Confea com a aplicação das penalidades previstas nos arts. 72 e 73 da Lei nº 5.194, de 1966.

Livro de Ordem Nova Caderneta Diária de Ocorrência em Obras AUTOCOPIATIVO 18 x 3 vias

Mais Visualizações

Detalhes

I - TERMO DE ABERTURA


É destinado à identificação da obra ou serviço a ser executado, do seu Proprietário e dos Profissionais envolvidos na Autoria e Responsabilidade Técnica. É preenchido no ato da retirada do Livro de Ordem, sendo conferido e assinado pelo Profissional que se utilizará do documento. É obrigatório o preenchimento de todos os campos.

 

II - ANOTAÇÕES DO DESENVOLVIMENTO DA OBRA OU SERVIÇO


O profissional registra o desenvolvimento da obra ou andamento do serviço e emite observações e/ou determinações técnicas nos dias em que realiza a visita, no mínimo com as seguintes informações: 01 - Data da visita; 02 - Observações e/ou determinações do Profissional no dia da visita; 03 - Rubrica do profissional; 04 - Assinatura (identificar) daquele que recebe a ordem emanada do profissional; 05 - Relacionar pessoas físicas e jurídicas participantes da obra ou serviço e identificar autores e responsáveis por projetos bem como fornecedores de mão-de-obra e equipamentos. O profissional não deverá deixar relatório de visita pré-datado ou assinado e em cada determinação é aconselhável registrar a posição física do desenvolvimento da obra ou serviço. Deverá anular espaços em branco para sua maior segurança. A rubrica utilizada deve ser aquela registrada no termo de abertura.

 

III - TERMO DE CONCLUSÃO DA OBRA OU SERVIÇO


Contém a identificação da obra ou serviço, do(s) responsável(is) e proprietário, além da declaração da etapa em que se encontram os mesmos (parcial ou totalmente concluído), tendo a finalidade da autorização e determinação dos procedimentos necessários para a obtenção do “HABITE-SE” total ou parcial, solicitação da baixa de responsabilidade técnica junto ao Crea-SP, ou aquisição de outro LIVRO DE ORDEM em sequência ao atual que encontra-se preenchido, sem espaços para anotações. Quando isso ocorrer, apresente o Livro de Ordem encerrado no local em que retirou o primeiro como condição para obtenção de um novo livro, o qual está sujeito à mesma sequência de procedimentos para preenchimento. Obs. Boletim de Ocorrência Policial (BO) será exigido para fornecimento do novo Livro de Ordem, sempre que o responsável técnico pela obra ou pela execução de outros serviços alegar impossibilidade de apresentar o Livro anterior preenchido.

 

IV - OBSERVAÇÕES COMPLEMENTARES DO PROFISSIONAL


É destinado à identificação de pessoa física e jurídica participantes da obra ou serviços técnicos. Identifica autores e responsáveis por projetos complementares, bem como fornecimento de mão-de-obra e equipamentos.

 

V - DECLARAÇÃO DE ENTREGA DAS VIAS CORRESPONDENTES AO PROPRIETÁRIO


É a comprovação de entrega das vias correspondentes ao proprietário, após a conclusão dos serviços do profissional.

 

Art. 8º

 

A falta do Livro de Ordem no local da obra ou serviço, bem como dos respectivos registros e providências estabelecidas nesta resolução, ensejará apuração de infração à alínea “c” do art. 6º da Lei nº 5194, de 24 de dezembro de 1966, e ao art. 9º do código de ética do profissional da Engenharia, Arquitetura, Agronomia, Geologia, Geografia e Meteorologia, disposto no anexo da Resolução 1002, 26 de novembro de 2002, do Confea com a aplicação das penalidades previstas nos arts. 72 e 73 da Lei nº 5.194, de 1966

Tags do Produto

Utilize espaços para separar tags. Utilize aspas simples (') para frases.